mancha 2

“Mancha” de tinta e spray

Autodidata desde criancinha, começou a grafitar com apenas 11 anos em Tatuí, interior de São Paulo ao lado de Bart e Dedabliu. Seu primeiro trabalho ao lado dos dois, foi feito em um muro cedido por uma casa de pesca e foi apoiado por uma loja de tintas local.

Como todo grafiteiro que se preze, precisava de um apelido, que veio devido a uma mancha no lábio que hoje em dia dá o lugar a sua barba.

Com nome artístico pronto e uma mochila carregando tintas e boas ideias, foi parar no Rio de Janeiro onde conheceu Tito Sena, Renan Duarte e Téo Sena, nascendo assim o coletivo de grafite Apocalipse Crew. A partir daí caiu de cabeça no mundo da arte contemporânea da cidade maravilhosa e conheceu grandes nomes do meio como Ronald Duarte, Alexandre Vogler e Guga Ferraz.

Ao lado do coletivo, desenvolveu o projeto em homenagem a Marcel Duchamp na comemoração de 50 anos do Maison de France e na criação de uma intervenção urbana em homenagem a Lygia Pape que teve time reforçado por Gabriela Monteiro, Marcela França e Daniel Biléu. A obra foi exposta no Fórum Cultural Mundial (2006).

Parede da Maison de France, no centro do Rio de Janeiro. Foto de Antonio Miranda,set. 2009
Parede da Maison de France, no centro do Rio de Janeiro. Foto de Antonio Miranda,set. 2009
Performance em homenagem à artista plástica Lygia Pape no Fórum Cultural Mundial (2006) que teve como referência a  obra Balé Neoconcreto (1958)
Performance em homenagem à artista plástica Lygia Pape no Fórum Cultural Mundial (2006) que teve como referência a obra Balé Neoconcreto (1958)

Em 2008, participou com a obra Purgatório no evento de arte Tocayo 11 no Parque Lage, onde 60 silhuetas inspiradas em seu próprio corpo e de um corpo feminino, feitas de acetato espelhado iluminadas por uma luz avermelhada foram espalhadas em forma de instalação. E finalmente em 2012, em parceria com Vinicius Vaitsmann e Thiago Rodrigues, criou o Cavalo de Tróia.

A ideia da obra surgiu em uma conversa de bar durante a disputa do Rio de Janeiro em sediar a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Em forma de protesto, o Cavalo de Tróia faria uma alusão ao verdadeiro “presente de grego” que a cidade receberia sediando os eventos.

Usando como forma uma zebra alegórica doada por uma escola de samba e coberta por ripas de madeira de caixa de feira, o Cavalo de Tróia tomou forma e ganhou vida. Ganhou 3º lugar no concurso AçãoJovem na Arte Urbana Carioca, foi exposto durante uma edição da MoLa (Mostra Livre de Artes) no Circo Voador e também na 2º edição do ART RUA(Festival de arte e cultura urbana).

Mancha confessa o momento de apogeu de sua obra foi durante as manifestações de Junho de 2013, mais precisamente no dia 20 de Junho, onde um milhão de pessoas ocuparam a Avenida  Presidente Vargas. Sim, o Cavalo de Tróia estava presente. E nada mais justo que a obra cumprisse definitivamente a sua missão de manifestante. Devido ao seu tamanho, o “bicho” precisava de um transporte que foi devidamente bancado de forma colaborativa pelos amigos, que além de engrossarem o coro nas palavras de ordem empurraram o protesto em forma de arte por toda a avenida.

O criador e a criatura
O criador e a criatura
Cavalo de Tróia na MoLa 2012 (Mostra Livre de Artes) e detalhe do recado deixado pelo público do evento.
Cavalo de Tróia na MoLa 2012 (Mostra Livre de Artes) e detalhe do recado deixado pelo público do evento.
Cavalo de Tróia no ART RUA 2013 (Festival de arte e cultura urbana)
Cavalo de Tróia no ART RUA 2013 (Festival de arte e cultura urbana)
Cavalo de Tróia e um milhão de manifestantes no lendário 20 de Julho de 2013
Cavalo de Tróia e um milhão de manifestantes no lendário 20 de Junho de 2013

cavalo de troia 6

manchaJoão Marcos Mancha – alagoano, artista plástico, grafiteiro, designer e amante de todas as artes. Tem como referência seus amigos e parceiros do meio artístico Arthur Kajá , Fabio Birita e Anton Steenbock  e indica o trabalho do grafiteiro Rodrigo Branco, SP .

The following two tabs change content below.
Bruna Messina

Bruna Messina

Não curte futebol, mas joga nas 11. Redatora, Roteirista, Analista de Mídias Sociais, Produtora e Phd em deboche e ironia.
Bruna Messina

Latest posts by Bruna Messina (see all)