Category Archives: A.R.T.E. – Achados raros e trabalhos esquisitos

Eles não usam tênis naique

Eles não usam tênis naique é o mais novo espetáculo da Cia Marginal, grupo teatral atuante na cidade há quase dez anos. Com texto inédito e premiado de Marcia Zanelatto e direção de Isabel Penoni, a peça se passa numa favela do Rio de Janeiro, onde um pai e uma filha se reencontram depois de muitos anos. Ele foi traficante nos anos 80, quando o movimento ainda mantinha um vínculo moral com a comunidade, ela é uma jovem traficante nos dias atuais. O espetáculo gira em torno de um embate ideológico entre os dois personagens, apresentando um sutil panorama do tráfico nas favelas cariocas. …Continue lendo>>>

O dia em que a casa Pop-up Kolor virou kaos

Quem passa desavisado pela rua João Afonso, no Humaitá, não imagina que é ali a Casa Pop-up Kolor, endereço de muitos eventos criativos da cidade. Idealizada pelo metade francês, metade húngaro, Paul Kurucz, a casa já recebeu a cinefesta Kinema, projeto que traz filmes inusitados ao ar livre, e o multi-frentes Kaaobi, que reuniu palestras, DJs, live paiting e outras atividades. No último domingo, porém, um projeto diferente abraçou a casa: O Zona Autônoma Temporária: Ludus Naturae. …Continue lendo>>>

Panmela Castro e a relação do corpo feminino com a cidade

“Risco as paredes para desvendar os segredos da paisagem e dos passantes que a compõem. Aprendo sobre seus simbolismos, ao tempo que me desvendo. Em época de transição de costumes, de mitos a metamorfoses, me confundo e me recrio como uma caricatura do feminino.” 

Panmela Castro ganhou o mundo com o codinome de Anarkia. Nascida e criada na periferia carioca, a grafiteira, que vem enfeitando as ruas por onde passa com seus painéis, agora também vem conquistando as galerias de arte nacionais e internacionais. De 9 a 29 de abril, o Espaço Furnas Cultural, em Botafogo, vai abrigar uma exposição inédita da artista batizada de “Anarkia Andarilha”, que traz uma série de fotos de suas pinturas em diversas cidades do Brasil e do exterior, com curadoria de Gustavo Coelho.

Edmond, Canadá - 2009
Edmond, Canadá – 2009

…Continue lendo>>

Passupreto Imageria – Artesanato Digital fabricado em 2 rodas

Você acha difícil realizar um projeto? Acredita que somente com uma boa grana e muito planejamento seja possível tirar aquela ideia do papel? Ou fazer aquela viagem, realizar aquele sonho…

Bruno Navarro e Tainá del Negri provaram que nada é impossível quando se tem disposição e criatividade. …Continue lendo>>>

URBANICIDADE – Expo coletiva mostra o que a urbe e a arte tem em comum

A exposição coletiva URBANICIDADE afirma nossa capacidade de fazer com que sonhos coletivos possam conviver dentro de uma mesma urbe, transformando o espaço que nos cerca enquanto somos transformados por ele.

Com curadoria colaborativa de Fred Bülow Olson e do Olho da Rua, a mostra estará aberta à visitação de 23 de março a 23 de maio de 2015 e destaca as afinidades e os pontos de convergência nas obras de 12 artistas que tem a “urbe” como fonte de investigação, seja de uma forma conceitual e narrativa, seja através do material ou do suporte que utilizam, traçando um panorama expressivo da arte contemporânea no Brasil.

Continue reading URBANICIDADE – Expo coletiva mostra o que a urbe e a arte tem em comum

O “Enredo das Flores Imortais” de Combone na Galeria Homegown

Quem bateu ponto no Arte Core, festival de arte urbana que rolou no MAM-RJ, teve o privilégio de ver os traços finos e delicados de Combone, que geralmente compõem silhuetas femininas e têm referências da Art Nouveau. …Continue lendo>>>

A Psychedelic Jungle de Alexandre Baltazar

Hoje, Alexandre Baltazar inaugura uma exposição inédita na Galeria Homegrown. Psychedelic Jungle, nomeada a partir do disco homônimo da banda The Cramps, é a materialização bruta dos inputs diários da vida de um cidadão comum nas grandes cidades, de assistir televisão e pegar um ônibus a sacar dinheiro no banco. Como a onipresença do sistema em nossas vidas nos fazem reféns de uma cultura de massa de valores pré-fabricados, pensamento médio superficial e sentimentos automatizados. …Continue lendo>>>