zona norte etc

O Rio, a moda, a Zona Norte Etc

Nasci e cresci na Tijuca, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro. Fui muito a praia da Barra de 233 pulando a roleta ou a janela, ao baile funk do Salgueiro, a festa junina da PE, ao Maracanã, a feirinha da Praça Saens Peña, a matinê do Terceiro Milênio, joguei pique bandeira na rua, tomei muito porre na Praça Varnhargem e nas festinhas do Tijuca Tênis clube (o restante não posso inserir aqui, pois minha mãe deve estar lendo). Foi lá que eu dei meu primeiro beijo e  me apaixonei pela primeira vez e muitas outras vezes, inclusive pelo botequim. <3

Apesar de tijucana, carioca, apaixonada e “cismada” com o  Rio – daqui não saio, daqui ninguém me tira –  , vivo diariamente uma relação de amor e ódio com a dita cuja. Os motivos são milhares, mas um deles sem dúvida é a sensação de sempre sermos representados por imagens, biotipos, lugares, paisagens e pessoas que na real ilustram talvez um décimo do território carioca. Uma Muralha a lá GOT racha a nossa cidade ao meio. Se não tem Pão de Açúcar, Corcovado ou praia amigo, você nem mora no Rio.

Há mais de 10 anos trabalhando no mercado de moda e sentindo esse olhar padronizado e viciado no visual “Garota de Ipanema“/praia/orla, a produtora de moda Carol Rabello escutou o grito da necessidade em mostrar toda a criatividade e beleza que existe além desse estereótipo batido carioca. Assumidamente inspirado no ‘Rio Etc’, site queridinho de 10 entre 10 dos cariocas ligados em moda e comportamento, deu vida ao Zona Norte Etc, que quer mostrar como se montam os que moram longe do mar, mas jamais descuidam do look.

Carol Rabello, idealizadora do site Zona Norte Etc.
Carol Rabello, idealizadora do site Zona Norte Etc.

“A região tinha uma carência muito forte por informações sobre moda e a cultura local. Acreditamos que a moda da Zona Norte é muito mais colorida e original do que o padrão que a indústria da moda enxerga como Rio de Janeiro. Clicamos muitas pessoas que costuram e criam as próprias peças, que usam a roupa como forma de expressão e pertencimento, com produtos de grifes locais e nada muito caro. O que é muito curioso no RJ, é que a maioria das marcas tem suas sedes na ZN, mas não falam para o público desta parte da cidade. Está mais do que na hora desse perfil de cidade e esse olhar mudarem”, conta Carol, moradora do Méier.

zona norte etc 6zona norte etc 7zona norte etc 8zona norte etc 5

Na pegada “fui lá, meti a cara e fiz“, a equipe fixa do site é praticamente um empreendimento familiar, onde a relação de parceria entre marido e mulher vai muito além do dividir as escovas de dentes. O projeto é tocado pelo casal Carol Rabello e Fabiano Albergaria, além dos colaboradores que auxiliam na cobertura de alguns eventos e produções, como a designer Roberta Freitas, a fotógrafa Thayane Dantas e a stylist  Nathália Cherém.

Assim que a ideia nasceu, inicialmente o objetivo do projeto era somente registrar os looks pelas ruas da ZN, com o tempo a plataforma começou a produzir conteúdo dos mais variados tipos, mostrando o outro lado do Rio como um verdadeiro caldeirão de produção cultural e criatividade intensa. Hoje, mais do que nunca a Zona Norte pulsa e borbulha cultura e iniciativas bacanas que são feitas com muito suor e precisa de espaços para divulgação.

Esse cenário é muito maravilhoso e extremamente óbvio. É histórico a Zona Norte se destacar na criação dos movimentos culturais. O que está acontecendo agora é um resgate desse valor da região por um público que quer movimentar, fazer a cidade acontecer, ocupar os espaços que ficaram abandonados e carentes por um bom tempo”, conta a produtora.

Além de plataforma digital, o Zona Norte Etc apoia e participa de várias iniciativas neste sentido, e é parceiro de diversos coletivos e movimentos como o Leão Etíope do Méier, o Faz na Praça (Tijuca), a galera do centro cultural És Uma Maluca (Vila Isabel), a produtora Jacaré É Moda, entre outros nomes muito importantes para a construção deste novo cenário.

“Estamos juntos caminhando nesta mesma direção em prol da mudança de olhar sobre a cidade”, completa Carol.

No último mês o site completou 1 primavera e teve um verdadeiro festival de comemorações e ações. Uma delas foi a criação do editorial de moda fotografado no incrível Hotel da Loucura. As fotos foram colocadas a venda  e parte da renda foi revertida para o espaço que fica dentro do Instituto Municipal Nise da Silveira.

zona-norte-etc-hotel-da-loucura 6 zona-norte-etc-hotel-da-loucura 5 zona-norte-etc-hotel-da-loucura 4 zona-norte-etc-hotel-da-loucura 3 zona-norte-etc-hotel-da-loucura 2

Assim como o nosso site, o Zona Norte Etc também funciona de forma colaborativa para gerar seu conteúdo. Além de retratar e divulgar a moda e comportamento da ZN , o projeto também quer abrir espaço para que os profissionais da região mostrem seus trabalhos. A ZN Colaborativa  chega com o objetivo de apresentar este material, dando oportunidade e visibilidade a fotógrafos, escritores, modelos, entre outros profissionais e apaixonados que queiram participar. O espaço é aberto para fotos, textos e qualquer material criativo que queiram enviar e que façam parte do universo da Zona Norte.

Ficou afim de somar no time? É só acompanhar a página deles no Facebook ou enviar email para contato@zonanorteetc.com.br.

The following two tabs change content below.
Bruna Messina

Bruna Messina

Não curte futebol, mas joga nas 11. Redatora, Roteirista, Analista de Mídias Sociais, Produtora e Phd em deboche e ironia.
Bruna Messina

Latest posts by Bruna Messina (see all)