na-ladeira-ibge-ocupação-serhurbano

Se morar é um direito, ocupar é um dever

O artigo sexto da constituição federal em seu parágrafo único estabelece como direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância e a assistência aos desamparados.

Agora falemos de matemática e uma conta que não fecha. Hoje, o Rio de Janeiro possui aproximadamente 5 mil imóveis abandonados, sendo 300 deles só no Centro do Rio. São estruturas gigantes e sem uso como os hotéis Nacional, em São Conrado, e Paineiras, no Parque Nacional da Tijuca; a extinta Universidade Gama Filho, em Piedade; o esqueleto da Univercidade, na Avenida Brasil; o prédio da Oi, no Engenho Novo; e um prédio inacabado nos limites do Parque da Cidade, em Niterói. Juntos, esses imóveis jogados às traças poderiam solucionar o déficit habitacional do Rio, que hoje atinge mais de 140 mil famílias.

E foi no meio dessa luta por um direito básico, que Leonardo Carrato esbarrou com  a palavra ocupação:

” O meu primeiro contato foi com a ocupação do Metrô Mangueira em 2013, onde passei 3 dias cobrindo a tentativa de remoção dos moradores de lá que até onde eu soube passaram pelo processo de cadastramento e seriam alocados em algum complexo habitacional popular. Retornei em 2014, na época da Copa do Mundo no Brasil para saber o que realmente tinha sido feito daquelas pessoas e acabei conhecendo a ocupação do IBGE e seu estado lastimável. Não dava pra acreditar que tinham pessoas vivendo ali “, conta Leonardo.

na-ladeira-ibge-ocupação-serhurbano
na-ladeira-ibge-ocupação-serhurbano
na-ladeira-ibge-ocupação-serhurbano

As mais de 400 famílias, vivem por lá desde 2002 em apartamentos improvisados, divididos por madeiras e cortinas, sem luz ou água encanada, cercados por lixo e dejetos. Além das más condições, vivem em estado de alerta com a possibilidade de remoção a qualquer momento e não são aliados a qualquer movimento político.

Desde então, o coletivo audiovisual Na Ladeira, se sentiu na obrigação de documentar e registrar o prédio e seus moradores que hoje serão expostos na Galeria 80 em Copacabana na forma de 15 fotografias, a exibição do teaser do documentário e terá o intuito de criar um ambiente para o livre debate sobre moradia, das remoções e do plano de governo quanto ao acesso à própria cidade.

A abertura da exposição será também uma oportunidade para colaborar com os moradores do IBGE. Os visitantes poderão levar alimentos não perecíveis, roupas, materiais escolares e brinquedos para serem revertidos às famílias da ocupação.

O documentário, que está prestes a ser finalizado, está com uma campanha no Benfeitoria para a conclusão. São R$10,000 necessários para que o filme aconteça e consiga chamar a atenção e sensibilizar a sociedade, as autoridades e as organizações políticas pela garantia de um direito que deveria ser de todos.

Curtiu o projeto e quer dar aquela força? É só acessar esse link aqui ó e contribuir!

ARTIGO 6º – NÃO QUEREMOS VIRAR ESTATÍSTICA
Data:
quinta-feira, 07 de maio
Horário: Das 18h às 22h
Local: Galeria 80 – Rua Rodolfo Dantas, 80 – Copacabana

The following two tabs change content below.
Bruna Messina

Bruna Messina

Não curte futebol, mas joga nas 11. Redatora, Roteirista, Analista de Mídias Sociais, Produtora e Phd em deboche e ironia.
Bruna Messina

Latest posts by Bruna Messina (see all)