Tag Archives: carlos-bobi

#SIGODEVOLTA – Carlos Bobi

Mergulhado (até a cabeça) em arte urbana há mais de 12 anos, Carlos Bobi é onipresente no que se diz sobre graffiti nacional. O diretor administrativo do ESPAÇO RABISCO, faz parte da antiga geração de artistas da cena carioca.

O cara é um grande articulador da cultura e  artivista social incansável, mandando ver na organização de eventos como o  MOF – Meeting of Favela, considerado o maior evento de graffiti coletivo do planeta.  Não tá ligado? É só dar uma olhada aqui.

Esse ano, o artista anda alçando vôos mais altos e  esse mês está de rolé pela Itália onde vai ficar um mês participando de eventos como Meeting of StylesElementi Sotterranei e Murarte. Entre as cidades que irá visitar, estão Milão, Udine e Bolzano, e Bobi será o único representante do graffiti brasileiro em alguns dos festivais.

Assim como diversos artistas, Bobi também encontrou o Instagram como forma de disseminação da cultura de rua e de seu trabalho e hoje, bota na roda 5 arrobas de uma galera que quem curte arte urbana não pode deixar de seguir: …Continue lendo>>>

GaleRio – O Túnel vai virar Mar

O GaleRio, braço de Cultura do Instituto EixoRio, e a Secretaria municipal de Obras começaram nesse último domingo (25/01) a levar cores aos emboques do Túnel Alaor Prata, que liga os bairros de Botafogo e Copacabana, também conhecido como Túnel Velho. Com curadoria de Carlos Bobi e direção artística de Acme, 22 artistas – entre eles Ment, Meton, Kajaman, Bruno Big e Bands –  vão mandar ver  e  grafitar os cerca de 1500 m² de muros na entrada e saída do túnel. A previsão é que a pintura seja entregue dia 2 de fevereiro.

galerio-o-tunel-vai-virar-mar
Foto: Marcus Forster

Como os acessos às entradas do túnel parecem um mergulhão, os artistas pretendem fazer todo mundo dar um “tchibum” coletivo no fundo do mar, usando muito azul celeste, verde piscina e ilustrando diversos seres submarinos.

Foto: Marcus Forster
Foto: Marcus Forster
Foto: Marcus Forster
Foto: Marcus Forster
Foto: Marcus Forster
Foto: Marcus Forster

Além da revitalização da área, o projeto tem objetivo social. Na direção artística do projeto, Acme selecionou dez jovens da favela Pavãozinho, em Copacabana, onde mora, para que auxiliem os 22 grafiteiros na logística e na pintura dos painéis. O artista identificou nesses jovens a aptidão e a fome para a arte, sendo assim, o trabalho funcionará como um estágio para que eles fortaleçam ainda mais o gostinho pela coisa.