A Vida Obscura de William Burroughs

William Burroughs foi mais do que apenas um homossexual que fugiu após assassinar sua segunda esposa Joan Villmer, depois de atirar em sua cabeça.

Na realidade foi a misoginia, misantropia, e dependência de drogas (principalmente heroína) em suas obras literárias que fizeram dele uma figura significativa no século XX.

Burroughs era um escritor de renome, membro predominante do movimento Beatnik Além disso, ele também foi chamado de “o padrinho do punk“. Allen Ginsberg o elogiou dizendo que Burroughs era tão interessante e inteligente que ele parecia como uma espécie de homem espiritual intelectual de distinção. “Burroughs é um dos poucos beats cujos livros têm permanecido atualmente

Sua postura anárquica em sua literatura foi crucial para o desenvolvimento de muitas subculturas do século XX como os Hippies e Punks.

Burroughs estudou em uma escola onde prometia transformar meninos em “espécimes viris” e durante este período, escreveu um diário em que descreveu seus sentimentos eróticos para outro aluno. No ambiente social e familiar repressivo, William Burroughs destruiu esta revista e escondeu sua orientação sexual até estar estabelecido em sua carreira literária.

Há rumores de que ele foi expulso desta escola pela utilização de hidrato de cloral (um anestésico hipnótico).

Em vez de seguir uma pós-graduação após estudar em Harvard, Burroughs viajou para a Europa e explorou as comunidades homossexuais da Áustria e da Hungria.

William Burroughs e Jack Kerouac (o príncipe dos beatniks) iriam colaborar juntos em um livro ”E os hipopótamos foram cozidos em seus tanques”. Apesar da eventual proeminência dos autores, o livro não seria publicado até 2008.

William Burroughs e Jack Kerouac
William Burroughs e Jack Kerouac
Em 1951, deu um tiro na cabeça de Joan Vollmer (sua segunda esposa) mas seus acólitos mais tarde iriam desculpar-se por este assassinato alegando que era um jogo de Guilherme Tell ou que era simplesmente um acidente. No entanto, Burroughs foi condenado por homicídio culposo e iria escapar da justiça, em parte devido ao dinheiro de sua família, que ”supostamente” foi usado para subornar funcionários.
O julgamento foi adiado. Eventualmente,  fugiu para a América do Sul escapando da justiça, onde esta experiência poderia servir como base para um de seus romance mais famosos, ”Queer”.

Nos anos 90, Burroughs começou uma carreira como artista visual usando um processo que envolveu latas de disparo de tinta com uma espingarda. Críticos como Dennis Cooper, registraram que a reação a essas pinturas era a melhor ambivalente.

Em 1997, um ataque cardíaco matou William S. Burroughs em sua casa, em Lawrence, Kansas. Antes de sua morte, ele perguntou em seu diário se ele tinha alguma coisa a dizer.

 

Trailler do filme Naked Lunch de 1991:

The following two tabs change content below.
Carlos Messina
É carioca, compositor de trilhas, sonoplasta, editor de áudio e viciado em pesquisa musical de todos os cantos do mundo.
Carlos Messina

Latest posts by Carlos Messina (see all)